trilhas-de-conhecimento-para-o-time-de-vendas

O que são trilhas de conhecimento?

Muitas empresas não possuem um processo definido na hora de contratar uma novos colaboradores. Coisas básicas como as competências que essa pessoa precisa ter para exercer a função, acabam sendo deixadas de lado. Na maioria dos casos, um novo funcionário precisa aprender sozinho, o que acaba retardando o seu processo de aprendizagem, causando danos para o seu desempenho profissional, e, consequentemente, prejuízos para a empresa.

Na falta de um planejamento em volta do treinamento de um novo colaborador, a empresa terá muitas perdas, afinal, o novo funcionário levará mais tempo para atingir as metas propostas, além da falta de padrão no serviço, e resultados menores que o esperado.

Se dentro da sua empresa esse cenário é comum, talvez seja a hora de repensar as estratégias de treinamento implantadas, e começar a desenvolver trilhas de aprendizado dentro do seu negócio e, assim, educar seus colaboradores de maneira certeira e otimizada.

O que são trilhas de aprendizagem?

Trilhas de aprendizagem, ou conhecimento, são um compilado de módulos de conteúdo, organizados em ordem lógica, que uma pessoa precisa absorver para se desenvolver em algum assunto. Uma boa analogia é a de cursos online, porém com conteúdos e objetivos específicos e dentro das necessidades da empresa.

Essa trilha de conhecimento deverá conter materiais que irão auxiliar o colaborador desenvolvendo ou aprimorando suas habilidades profissionais. Esses materiais podem ser criados pelos próprios colaboradores mais experientes, que saberão melhor quais os principais processos que um novo funcionário precisa aprender antes de começar a executar sua atividade. É importante documentar todas etapas da trilha, e manter os materiais em um local seguro e de fácil acesso.

Elaborar uma trilha de aprendizagem irá trazer muitos benefícios para a sua equipe. Além da aceleração da curva de aprendizagem, sua equipe terá uma capacitação contínua, o que resultará no atingimento das metas em um espaço de tempo reduzido.

Para lhe ajudar a desenvolver uma trilha de aprendizagem para sua equipe vamos listar alguns passos importantes:

  1. Escolha uma plataforma para documentar o processo

É fundamental utilizar uma plataforma que permita que você armazene e organize os materiais, dispondo eles na ordem que o conteúdo precisa ser aprendido. É importante que os materiais fiquem organizados pelos módulos de cada assunto, e na ordem proposta, para assim não haver falhas no processo de aprendizagem.

  1. Trabalhe com os principais tópicos

Antes de montar os conteúdos, e colocá-los na plataforma escolhida, é necessário selecionar os tópicos e objetivos que deverão ser abordados. Você deve segmentar essas trilhas baseado nas necessidades que existem no processo. Para uma trilha de onboarding para a equipe de vendas, por exemplo, organize os principais assuntos que um novo funcionário precisa saber para exercer tal função.

Em seguida organize esses tópicos de forma lógica e de acordo com o objetivo a fim de que a trilha seja didática o suficiente para ser bem absorvida.

Depois que você tiver uma sequência de módulos, certifique-se de que sejam criados conteúdos para cada um deles. Pode ser no formato que você e sua equipe acharem melhor, desde artigos em texto até vídeo-aulas. Uma dica é pegar alguém que trabalha há mais tempo no setor, e entrevistá-lo, para pegar todo conhecimento que essa pessoa possui sobre o assunto, e transferir para o material.

Busque materiais que irão complementar o conteúdo para que seus colaboradores tenham um melhor aproveitamento das trilhas. Pode-se acrescentar materiais como vídeos, e-books, infográficos, e qualquer tipo de material que julgarem importante para o desenvolvimento do colaborador.

  1. Defina um prazo

Para aumentar o comprometimento é importante que seja colocado um prazo para o término da trilha, assim, haverá a responsabilidade de realizar o treinamento, sem ficar adiando e prolongando o aprendizado e desenvolvimento do profissional.

  1. Avalie os resultados

Para saber se tudo está funcionando como deveria e trazendo os resultados esperados, é importante mensurar. Para avaliar o nível de aprendizado dos seus funcionários, você pode aplicar uma prova de certificação quando um colaborador concluir todas etapas da trilha.

Além de você poder verificar o engajamento do colaborador na execução da trilha, você terá acesso a informações que não teria apenas com um treinamento mais básico. Poderá detectar possíveis falhas nas explicações, saberá o que precisa ser melhorado, e algum tópico em que o colaborador precisará de um reforço.

Conclusão

Para você ter um funcionário de sucesso é necessário prestar atenção nele antes mesmo de entrar na empresa. Na etapa de recrutamento é fundamental escolher uma pessoa que tenha as competências necessárias para acelerar o processo de aprendizado. Lembre que mesmo que essa pessoa tenha desejado ingressar no novo emprego, ela ainda não tem conhecimento sobre sua empresa e os processos internos, por isso é importante desenvolver essas trilhas.

Aplicando o processo de trilhas do conhecimento dentro da sua organização, você irá otimizar a etapa de aprendizagem dos novos colaboradores, fazendo com que eles atinjam seu melhor desempenho de maneira mais rápida e assertiva, assim sua equipe contará com profissionais mais preparados para realizar suas atividades.

Ainda, haverá um padrão no atendimento, uma vez que o conhecimento de seus colaboradores estará nivelado e todos estarão aptos para realizar qualquer tarefa proposta dentro da sua área.

2 respostas

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] Pulpo, conceituamos o E-learning no que chamamos de “trilhas de conhecimento”. Essas trilhas são conteúdos ordenados a fim de atingir algum objetivo específico para quem […]

  2. […] seus novos colaboradores tenham um desenvolvimento mais rápido e assertivo. O desenvolvimento de trilhas de aprendizagem faz com que os treinamentos sejam melhor organizados, facilitando o processo de rampeamento de um […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *