Utilize o seu tempo livre de forma útil

Durante um dia corrido e atarefado de trabalho, todos precisamos de momentos nos quais acabamos tirando nossa atenção do foco da empresa e tendo um momento nosso. Ocorre que muitas vezes recorremos a tecnologias que não são tão produtivas e podem ser até um pouco tóxicas ao nosso dia como Whatsapp, Youtube e outras mídias sociais que, se mal utilizadas, são uma verdadeira perda de tempo.

Melhor que procrastinar o seu tempo livre em ambientes como estes, você pode utilizar os mesmos minutos para atividades que farão bem à sua mente e às pessoas que estão ao seu redor.

Apresento a seguir cinco maneiras de você usar o seu tempo livre de forma útil:

Interaja com Comunidades Inteligentes

Parece bastante simples, mas uma das formas mais eficientes de se compartilhar conhecimento é através de comunidades e fóruns online. Claro que alguns destes websites podem ser extremamente improdutivos e nocivos, até por isso o tópico explicita que estes ambientes devem ser “inteligentes”.

Nestas comunidades existem muitas pessoas com backgrounds diversos e que podem estar agregando bastante na sua forma de pensar, com seus pontos de vista diferentes e principalmente quando amparados por pesquisas e comprovações técnicas de suas teses. Se você já participa de ambientes assim, com certeza já aplicou algum dos ensinamentos proporcionados por eles e, ainda,  se deseja ir mais além na questão do compartilhamento do conhecimento, que tal dividir com os seus colegas aquilo que aprendeu? Seguramente isso estimulará os outros a fazerem o mesmo e a cultura da colaboração ficará mais presente dentro da empresa.

Assista a um vídeo interessante/ouça um podcast informativo

Existem milhares e milhares de vídeos e podcasts na internet que tratam de todos os tópicos e assuntos imagináveis. Os conteúdos possuem diferentes valores e públicos, mas é possível e muito provável que você encontre material de excelente qualidade com histórias fantásticas por trás deles.

Quando encontrados estes materiais, sempre pensamos em falar para alguém da nossa descoberta (geralmente aquelas pessoas mais próximas e confiáveis). No entanto, isso restringe o nosso leque de colaboração, pois acabamos sempre auxiliando as mesmas pessoas e vice-versa.

No momento que encontrarmos material de qualidade nesses formatos, é importante compartilhá-lo com o maior número de pessoas, e, se isso se der no ambiente corporativo, quem mais tende a ganhar com essa distribuição de conhecimento é a própria empresa.

Converse

Uma das formas mais antigas e eficientes de compartilhamento de conhecimento segue sendo a boa e velha conversa. Aprendemos muito quando conversamos com outras pessoas. E incentivar esta troca de experiências com posterior registro dos insights obtidos em um banco de conhecimento, é muito rico para quem está gerindo estes interlocutores.

Fala-se muito em novas tecnologias, a dita “onda” que está afastando as pessoas. Ocorre que o real e o virtual devem andar em paralelo, eles se complementam, não se substituem. Aprendemos mais e lapidamos esse conhecimento em conversas pessoais, realizando o registro detalhado em uma plataforma virtual e colaborativa.

Sendo assim, no tempo livre, é válido o aprendizado mútuo e pessoalizado, atentando-se para a melhor forma de distribuir os ensinamentos que se dá por meio de uma plataforma tecnológica.

Reflita

Prazos, compromissos e o ritmo acelerado do ambiente de trabalho podem levar o colaborador a sofrer um estresse gigantesco. Isso é agravado quando dizemos que ele não consegue “desligar” em nenhum momento, quando a lista de e-mails e telefonemas não param de crescer.

Problemas são naturais, e até positivos, pois fazem o profissional se desenvolver. No entanto, a saúde mental é mais importante do que as metas a serem batidas. Para isso, no tempo livre é essencial destinar um pouco deste à reflexão sobre pontos não ligados à empresa. Alguns tentam a meditação, mas se isso não se encaixa ao seu perfil, uns poucos minutos de uma reflexão silenciosa diária podem surtir um efeito muito interessante na sua produtividade e qualidade de vida.

“Dê uma volta”

Seres humanos não são máquinas. Embora algumas empresas atrelem a produtividade dos colaboradores às horas por estes trabalhadas, esta conta dificilmente será de uma matemática exata.

Se este colaborador está por diversas horas em frente ao computador focado em resolver um único problema e a solução parece não vir, é momento de fazer o sangue circular. Dar uma volta pela empresa, no quarteirão, ir à academia (em empresas que possuem uma maior flexibilidade de horários) podem ser boas opções quando estamos naqueles dias em que “a coisa não rende”.

O compartilhamento de conhecimento precisa de uma concentração e disposição singulares, e qualquer problema que esteja aborrecendo o colaborador poderá prejudicar o correto processo de aprendizado interpessoal.

Você pode estar certo que após a utilização correta deste tempo livre, o problema anterior que parecia impossível será resolvido ou muito bem encaminhado, bem como qualquer contribuição com o conhecimento empresarial será dada com maior eficiência.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *