Técnicas de Gestão do Conhecimento: Compartilhamento de Boas Práticas

Os processos de uma empresa são dinâmicos. Para fazer frente a um mercado em constante evolução se faz necessário melhorar na mesma velocidade as entregas e o atendimento feitos por cada companhia.

Para isso, é fundamental que além das ideias vindas dos gestores de cada negócio, a equipe se engajar e buscar disciplinadamente por gargalos nos processos, bem como oportunidades de melhoria em cada detalhe que estiver relacionado às atividades que executa diariamente. Com a intenção de alcançar essa excelência em produtividade, os profissionais devem ter a confiança e o espaço necessário para colocar as suas ideias e insights em favor da empresa.

Uma técnica para isso é criar uma cultura em compartilhar boas práticas e destinar um tempo específico a fim de que discussões sobre esses temas tenham oportunidade nas pautas das reuniões da equipe.

Evolução de processos

A experiência prática ensina muito a qualquer processo pré-definido e nada melhor que aquele profissional que está na ponta da execução dar a sua opinião sobre como auferir melhores resultados de cada conjunto de tarefas que forem realizadas. As pessoas, acompanhadas por um responsável ou curador, devem ser incentivadas a relatar os seus pontos de vista sobre as atividades que realizam e auxiliar na melhoria da empresa como um todo. Saber recompensá-las por isso, motiva ainda mais a destinar tempo do seu trabalho para investir nesse tema.

Lições aprendidas

Ao final de cada projeto, é importante reunir toda a equipe para registrar as lições aprendidas durante a execução e os pontos a serem melhorados. Esta prática é essencial para que os profissionais não incorram em cometer os mesmos erros que já haviam sido solucionados e replicar as melhorias de forma ampla. Nesse momento o foco deve ser absorver aprendizados tácitos que foram tidos individualmente no decorrer do projeto e compartilhá-los de forma clara e didática com o resto do grupo.

Possuir uma base de conhecimento auxilia na perpetuação dessa cultura, uma vez que ela vai estimular as pessoas a colaborarem com aquilo que aprendem em cada novo projeto além de possibilitar uma maior interação entre as pessoas e fazendo com que os processos fiquem sempre atualizados por meio da curadoria de conteúdo.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *