Táticas de gestão para aumentar a produtividade em agências digitais

O conceito de gestão ágil teve início na década de 1980 e, como o próprio nome diz, tinha a função de agilizar o processo de desenvolvimento. No início, era voltado para a melhoria da utilização do software pelo cliente, ou seja, sua satisfação com o produto.

Hoje em dia, a gestão ágil busca:

  • reduzir riscos relacionados a incertezas de projeto;
  • a colaboração do time de projeto com os especialistas de negócio;
  • responder de forma eficiente às mudanças de projeto;
  • a satisfação dos clientes;

Você sabe de que maneira implementar uma gestão ágil em sua agência?

Por volta de 2001 especialistas começaram a usar a expressão “metodologias ágeis” em processos de desenvolvimento de software. Elas têm como premissa aumentar as oportunidades de negócio ou soluções para problemas rotineiros dos clientes por meio da utilização de dados, informações e análises como base para a tomada de decisão ou da implementação de testes.

Quando uma equipe de marketing faz uso de um framework ágil, por exemplo, ela consegue executar centenas de campanhas simultaneamente, criando novos conteúdos e gerenciando facilmente novas ideias e prioridades dos clientes.

Mas quais táticas de gestão são mais importantes para a minha agência?

Neste artigo, listamos uma série de dicas inspiradas táticas de gestão para aumentar a produtividade em agências digitais. Continue a leitura e descubra orientações preciosas!

7 maneiras de aumentar a produtividade em sua agência

O primeiro passo é colocar a casa em ordem.

O que isso significa? Antes mesmo se pensar em gerenciar projetos de forma inovadora, reflita sobre a forma como faz a gestão de seus colaboradores, processos e fluxos e trabalho.

new RDStationForms(‘formulario-kit-blog-6199893548ea836674c9-html’, ‘UA-73905510-1’).createForm();

 

Algumas dicas importantes são:

  1. Estabeleça horários

Fora raros casos, a maior parte das agências digitais permite flexibilidade de horários para seus colaboradores. Afinal, tem certos momentos do dia que a gente é mais criativo que outros, não é mesmo?

Essa é uma maneira interessante de incentivar a produção de seus funcionários, porém todo o cuidado é pouco para que a prática não se transforme em dor de cabeça, através de atrasos ou brechas para o não cumprimento do horário.

Por isso, é importante que sejam pré-estabelecidos os momentos em que o colaborador, independente de sua função, vai chegar e sair da agência. Lembre-se de deixar esse acordo documentado.

  1. Trabalhe com uma padronização da produção

Outra coisa que atrapalha a produtividade é a falta de alinhamento entre as equipes. Situações como “mas eu não sabia”, ou “ninguém me avisou” não devem ser corriqueiras.

A situação se agrava ainda mais em agências com alto nível de rotatividade entre os colaboradores, afinal, o entra-e-sai de pessoas em diferentes funções pode acabar prejudicando a qualidade dos projeto recorrentes.

Para evitar esses gargalos de informações e possíveis reclamações de clientes, crie um processo de trabalho em que toda a equipe possa acompanhar todo o andamento do processo.

Considere, ainda, criar um banco de conhecimento sobre cada projeto ou cliente aos quais todos os membros da equipe tenham acesso. Isso evitará que informações importantes se percam ao longo dos processos.

  1. Se for preciso, diga não!

Você sabia que, em alguns momentos, dizer não é fundamental para o seu negócio? Quando não se tem os recursos suficientes – materiais e profissionais – para cumprir todas as solicitações de conteúdo, o importante é impor limites. Às vezes, um não vai ajudá-lo na gestão, pois evita sobrecarregar a equipe.

Aqui também vale a questão de aceitar todo o tipo de trabalho, principalmente aqueles que sua agência não tem experiência para executar.

Pode até não parecer, mas esse tipo de decisão tem grande impacto no gerenciamento de seus recursos humanos.

Aceitar cliente sem fit, além de ter um risco enorme de dar errado, vai fazer com que a que sua equipe se desgaste e sinta-se desmotivada por não confiar na evolução do projeto.

Neste caso, o melhor a fazer é se planejar e treinar primeiro seu pessoal para oferecer um serviço de qualidade e da melhor maneira possível.

  1. Esteja preparado para atender pedidos pontuais

É importante saber a hora de dizer não, mas a gente sabe também que pedidos pontuais, e urgentes, surgem.

Para esses casos, faça um planejamento de quantos “incêndios” você pode apagar por vez. Estabeleça o número de solicitações que seu time consegue dar conta sem desgastá-lo.

  1. Trabalho perfeito é aquele que dá resultado

É natural que a equipe da agência digital queira entregar sempre o melhor trabalho possível.

No entanto, é preciso ter cuidado para não ficar ajustando mil vezes o job que já foi aprovado pelo cliente. Lembre-se: ele quer é resultado! Se ficou bom, dê continuidade no processo.

  1. Cada um com sua responsabilidade

Sabemos que na maior parte das agências digitais a questão de hierarquia não é muito aplicada.

No entanto, é importante estabelecer um organograma que seja respeitado por todos.

Cada um deve saber quais as atividades que o competem, qual o prazo de cada tarefa pelo qual ele é responsável e, principalmente, quais as consequências terá de arcar caso não cumpra com sua responsabilidade.

  1. Considere incluir gestão de conhecimento

Já ouviu falar em gestão de conhecimento?

Embora seja um conceito bastante amplo, basicamente é identificar quais conhecimentos (sobre projetos, clientes e evolução das atividades) seus colaboradores possuem e, a partir disso, identificar e categorizar quais deles são necessários para a saúde do negócio.

O que é gestão gestão de conhecimento e como aplicar em sua agência

Gestão do conhecimento: você sabe o que ela faz e como pode ser aplicada em sua empresa?

Dentro da gestão do conhecimento há três pontos que devem ser considerados:

Gestão do capital intelectual: é aqui que ocorre a identificação e descoberta de usar da melhor forma possível o conhecimento de todo seu time.

Desta maneira você vai conseguir identificar todas as competências necessárias para o bom funcionamento de sua agência.

Aqui também vale para identificar o que seus colaboradores sabem, mas ainda não exploram em sua totalidade.

Gestão de competências: você sabe identificar quais são as competências fundamentais para o desenvolvimento do seu negócio? Esse tipo de gestão pode ajudá-lo a descobrir, por exemplo, que treinamentos seus colaboradores necessitam para contribuir com o crescimento da agência.

Aprendizagem empresarial: ela consiste no desenvolvimento de um ambiente que proporcione a pesquisa constante das práticas rotineiras da empresa, dos processos que a concorrência aplica e como eles podem ser introduzidos para melhorar seu negócio. Aqui é importante que seja criada uma cultura de estímulo da inovação, dando abertura para que todos da equipe contribuam.

Quer saber como garantir bons resultados para seu negócio, suas estratégias de marketing e das contas de sua empresa? Neste post mostramos como o planejamento é a chave para o sucesso.

Por fim, quanto mais você fizer uso das táticas de gestão, através do bom uso de um fluxo de trabalho e conhecendo de perto sua equipe, melhor será a produtividade em sua agência!

Como é a rotina em sua agência? Você já faz uso da gestão do conhecimento ou pretende usá-lo? Deixe seu comentário!

 

*Este blogpost foi escrito pela Gummy Conteúdo Digital

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *