roi-da-gestão-do-conhecimento

Qual o ROI da gestão do conhecimento para a minha empresa?

Antes de fechar qualquer negócio, as empresas necessitam de uma demonstração da capacidade que o projeto oferece de retornar o valor que será investido no primeiro momento, ou então, o quanto a proposta irá “salvar” de dinheiro.

Quando se investe em gestão do conhecimento, há diversos indicadores de retorno para empresa, porém, muitos deles são difíceis de mensurar, como: aumento de produtividade, diminuição do retrabalho, redução de perdas, padrão de qualidade dos serviço prestados, entre outros.

Os indicadores que são percebidos com maior facilidade são em tempo. Com uma gestão do conhecimento aplicada de forma assertiva, a empresa para de perder tempo e começa a produzir mais.

Treinamentos de novos colaboradores

Treinamentos, normalmente, demandam bastante tempo e atenção daqueles que estão encarregados e que estão sendo treinados. Com a gestão do conhecimento é possível reduzir o custo de tempo e dinheiro dos treinamentos. Isso acontece porque com o seu processo bem detalhado e de fácil acesso, a quantidade de tempo que antes levaria para uma pessoa passar seus conhecimentos para o novo funcionário, acaba sendo reduzido, pois a pessoa que está sendo treinada poderá acessar todas informações que necessita sem ter que depender da disponibilidade ou memória da outra pessoa.

Aumento da produtividade

A McKinsey Global Institute revelou em uma reportagem alguns dados a respeito do tempo da semana de trabalho de um colaborador médio realizando suas funções: 28% lendo e respondendo e-mails; 19% procurando e reunindo informações internas, comunicando e colaborando internamente e 39% desenvolvendo tarefas operacionais.

Esses dados nos levam a refletir quanto tempo o colaborador está perdendo em função de atividades que não contribuem para o crescimento dele e da empresa. Esses funcionários ficam atrelados a burocracias e à ineficiência que estão ligadas a falta de uma gestão simplificada.

A pesquisa ainda apontou que a utilização de tecnologias que permitam a colaboração, como plataformas de gestão do conhecimento, aumentam em 25% a produtividade, pois são utilizadas para transformar mensagens em conteúdo; produzir conhecimentos que possam ser encontrados facilmente por todos, além de incentivar a colaboração de forma mais rápida, eficiente e  fácil.

Redução do retrabalho

Erros repetitivos acabam prejudicando o bom andamento e produtividade dos colaboradores da empresa. Esses erros, dependendo sua frequência, acabam afetando, também, na redução de receita e possibilidade de crescimento da empresa e seus colaboradores.

O primeiro passo para resolver esse problema é encontrar a fonte dos erros, descobrir onde as informações estão se perdendo e o que está acontecendo que está dificultando uma correta execução das tarefas.

Desenvolvendo um processo bem definido com a gestão do conhecimento acerca das informações importantes, você irá maximizar a produtividade do seu time e diminuir o s índices retrabalho dentro da empresa.

Implementando a prática de registro de conhecimento e colaboração dentro da empresa, o retrabalho irá sofrer uma grande redução. Isso acontece porque você irá tornar o conhecimento acessível a todos dentro da empresa, facilitando a busca e disseminação de informações relevantes.

Menos perdas com a rotatividade

A rotatividade está relacionada ao desligamento de um funcionário da empresa. Esse cenário é muito comum em diversas empresas, e um desafio para elas, é tratar esse momento com planejamento e tranquilidade. Nunca a entrada e saída de pessoas na operação de um negócio foi tão constante e a tendência é que isso ocorra de forma cada vez mais frequente.

O grande problema não está ligado à rotatividade em si, mas como as empresas estão preparadas para lidar com algo que, como visto, é completamente natural e irá acontecer em todos os negócios.

Hoje, a maioria das empresas não possui uma cultura de gerenciamento do conhecimento, aprendizados e boas práticas dos colaboradores mais antigos, por exemplo. Ao acontecer situações como a rotatividade, muitas empresas correm sérios riscos, pois não se preocuparam com a perpetuação do conhecimento sob o domínio do próprio negócio, incorrendo em severas perdas econômicas.

Você que saber na prática o quanto irá salvar de dinheiro do seu negócio implementando a cultura de gestão do conhecimento?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *